quarta-feira, janeiro 28, 2015

Evoé!

E o carnaval está quase na porta.
Hoje o dia amanheceu meio púmbleo, cinza, mas nem por isso menos alegre e cheio da expectativa de transcorrer bem.
O carnaval nordestino é muito engraçado.
É engraçado ver nas ruas do carnaval as pessoas fantasiadas, caminhando de lá para cá, entrando e saindo dos lugares como se estivessem vestidas normalmente.
Chega a ser irônico ver um palhaço subindo num ônibus para ir ao trabalho, uma colombina pagando o almoço no caixa de um self-service, um Capitão Gancho na fila de espera do médico.
Nossa ironia e irreverência é de uma leveza e alegria contagiantes.
Evoé!

segunda-feira, janeiro 26, 2015

Minha cidade...

Hoje a cidade acordou alegre.
Um sol radiante despertou a população e pôs todo mundo na rua, pra lá e pra cá, indo aos seus destinos.
O asfalto fervia sob os pneus dos carros que lotavam as avenidas e enfileirados assistiam como platéia os desfile dos transeuntes para lá e para cá por sobre as faixas de pedestre.
Manhã agitada.
O carnaval já espreita o Recife e em Olinda já acontece a folia de Momo.
Quem disse que o carnaval dura apenas quatro dias?
Um mês já é pouco para o folião se despir de todos os seus sensos de ridículo.
Maravilhosa festa profana que traz alegria, risadas e muita ironia. Um modo bem humorado de lidar com tantos problemas de um Brasil que está indo aceleradamente rumo a bancarrota.
Sim, orgulho-me de não ter votado na atual gestora de nosso país.
Uma total falta de tudo.
Enquanto isso, outros preocupam-se com o alheio ao invés de preocuparem-se com si mesmos.
O mundo é de todas essas criaturas.

sexta-feira, janeiro 23, 2015

Sexta-feira

Todos os fins de semana as pessoas se preocupam em relaxar e se divertir.
engraçado. " pre - ocupam-se"
Ocupam-se antes de algo que ainda vai chegar, acontecer.
Talvez essa seja uma das causas do stress.
Nem sempre tudo sai como a gente gostaria em qualquer situação, seja de trabalho ou de lazer.
Deixa o dia chegar, apenas e se não for como gostaria, aproveita o que tem.
Carpe diem, seja ele como ele for.

terça-feira, janeiro 20, 2015

Viaje dentro de si mesmo. É um dos lugares mais lindos a se conhecer.


Bons anos...


Sentidos...


Dias felizes...


Por quê?

A vida tramita no tempo e no espaço.
Perpassa numa espécie de caminho secreto e vai para o passado e volta e vai para outro continente e volta e se mistura em diversas culturas díspares entre si.
O ser humano é de fato formidável!
Quando estou em Paris de 1935 a guerra na Europa parece iminente, mas fica contida entre as articulações políticas e os desejos dos poderosos sobre as riquezas de cada região.
Depois me volto para 1976, na América, onde gênios estudam a teoria do buraco negro.
Saio da América e volto ao Velho mundo nos idos de 1890 para perceber que o que o Filósofo diz nos cabe até os dias de hoje.
O ser humano é cíclico.
Em um momento volta-se para a guerra, outras para a tecnologia, outras para o lado introspectivo do ser e o resto do mundo vive à espreita de tudo isto.
Não é diferente um apaixonado americano de um asiático. De forma nenhuma.
O preconceito de raça, cor, opção sexual, religião, estilo de vida é unânime em todo o globo terrestre que contenha vida humana racional.
As dores da perda de um ente querido é sentida por todos os pais, maridos e esposas, irmãos em qualquer lugar onde exista amor.
E porquê vivemos nesta torre de babel?
Por quê?